Ultimas

24 setembro 2013

(Resenha) Juliette Society – Sasha Grey

Juliette Society

Juliette Society – Sasha Grey – 1ª Edição, 236 páginas, 2013 – Editora Quinta Essência                                                                                                                                                                                                     Se eu te contasse que existe um clube secreto, cujos membros pertencem à classe mais poderosa da sociedade – banqueiros, milionários, magnatas da mídia, CEO’s, advogados, autoridades, traficantes de armas, militares condecorados, políticos, oficiais do governo e até mesmo o alto clero da Igreja Católica –, você acreditaria? Este clube se reúne sem regularidade, em um local secreto. Às vezes em locais distantes e às vezes escondidos. Mas jamais duas vezes no mesmo lugar. Normalmente, nem mesmo duas vezes no mesmo fuso horário. E esses encontros, essas pessoas... não vamos enrolar, vamos chamá-las do que são, os Mestres do Universo. Ou o Braço Executivo do Sistema Solar. Então, essas pessoas, os Executivos, usam os encontros como uma válvula de escape do cansativo e estressante negócio de estragar ainda mais o mundo e criar novas maneiras sádicas e diabólicas de torturar, escravizar e empobrecer a população. E o que eles fazem em seu tempo livre, quando querem relaxar? Deveria ser óbvio. Eles fazem sexo.


 A autora Sasha Grey, em seu livro de estréia no mundo da ficção aborda a temática hot que, desde o lançamento de “50 Tons de Cinza”, vem se tornando moda (vulgo viral) na literatura atual.
Mas para o leitor, qual diferença existe entre este livro e os outros que existem por aí deste mesmo gênero (hot)??
 Para começo de conversa, a autora é uma atriz pornô aposentada, cuja experiência torna as cenas dos livros mais reais e vívidas.
 O livro é narrado em primeira pessoa, pela protagonista Catherine, uma estudante de cinema que namora Jake, mas possuí uma atração pelo seu professor Marcus. Por conta disso ela conhece Anna e sua nova amiga lhe mostra um novo mundo no quesito sexo.
 Desta forma o livro apresenta em sua narrativa, várias influências do meio cinematográfico, onde as cenas são todas bem ambientadas e descritas de forma que o leitor, ao ler, possa imaginar perfeitamente as cenas descritas (ou em alguns casos, tentar bloquear algumas imagens)
 Pelo tipo de linguagem utilizada e pela quantidade de sonhos e fantasias da protagonista que são descritos, em alguns momentos o leitor pode se confundir um pouco ao tentar dar uma linearidade para a história, pois em alguns momentos fica difícil de separar o que está realmente acontecendo na vida da Catherine e o que é imaginação ou fantasia dela.
 O que também diferencia este de outros livros do gênero, é que os personagens não são tão idealizados (afinal um Cristian Grey(50 Tons de Cinza–Intrinseca),um Gideon Cross(Toda Sua–Paralela), um Gabe, um Jace ou um Ash (Delírio–Quinta Essência), entre outros, são caras lindos, gostosos e super ricos). Os personagens criados por Sasha Grey poderiam facilmente ser um colega de trabalho ou faculdade ou algum amigo ou conhecido (o que convenhamos é fácil conhecer alguém que adora uma sacanagem).
 Enquanto que em vários dos livros existentes o personagem mais ativo da relação e que gosta de fantasiar bastante é o masculino, neste livro temos a figura de Catherine, que conhece esse mundo através de uma amiga (Anna) e que vive fantasiando cenas hot com o namorado e o professor. (Haja imaginação!!)
 A arte da capa do livro foi muito bem feita, ressaltando a sensualidade da mulher através dos traços delicados do rosto, além do batom vermelho. A diagramação e a revisão também foram bem feitas, e eu tenho que elogiar as pessoas que revisaram, pois fazer a linguagem suja utilizada pela autora em algumas das cenas mais calientes, ficar bem coesa e coerente deve ter sido difícil.
 Muitas pessoas vem comentando sobre esse livro, mas apesar de ter lido ele em pouco tempo, o livro não me prendeu muito a atenção.


16 comentários:

  1. Eu adoro livros hot!
    Ri horrores por saber que a autora é uma ex atriz pornô.

    Tudo bem que o personagem principal não é nenhum Christian Grey,mas imagino as cenas...hehehehehe

    Eu queria ser por um momento Anna e realizar todas as minhas fantasias que quando adolescente, tinha com meu professor de educação física...hehehehehe

    ADORO!

    Michelle Ladislau- miladislau@hotmail.com


    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem é que nunca teve uma queda ou se apaixonou por um professor levanta a mão o/
      Acho que toda mulher deve se cuidar e saber explorar a sua sexualidade.

      Excluir
  2. Brenda Ellen
    Azevedo.ellen@gmail.com

    Livros hot e tudo de bom, e ainda escrito por uma autora que é ex atriz pornô, deve ser basicamente real de se ler kkk

    Este livro deve ser muito bom pela resenha, achei muito legar a Anna realizar suas fantasias, e ri muito na parte da resenha em que diz que as vezes o leitor tenta até bloquear algumas imagens, mas poderia se esperar mais o que de um livro escrito por uma atriz pornô aposentada rs'

    O mais legal é o personagem ser um homem comum, que pode ser encontrado no dia -a-dia e não um lindo maravilhoso que só se vê na televisão rsrsrs

    Adorei a resenha e quero muito ler este livro!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brenda livros hot só tem um pequeno problema: Depois que você lê o primeiro, vai querer ler outros do mesmo estilo e, se depois você for ler um livro de um gênero diferente é capaz de ficar um pouco travada para engrenar na leitura, pois dependendo do livro você fica com ressaca literária e só consegue ler esse estilo pelas próximas duas ou tres semanas.

      Excluir
  3. Não li nada ainda do gênero erótico propriamente dito o máximo que li foi New Adults, mas ainda vou ler algo do gênero para dizer se gosto ou não.
    E por se tratar de personagens não tanto idealizados acho que dá um toque de realismo a narrativa
    Uma pergunta: Onde entra a Juliette Society? Pois a sinopse diz uma coisa, e pelo o que li na sua resenha o que predominou foi outra.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Franciele de Santana
      francieledesantana@gmail.com

      Excluir
    3. O livro Juliette Society é considerado Hot, mas esse tipo de gênero tem vários estilos diferentes, o estilo erótico seria um sub gênero, o que vai diferenciar os sub gêneros de Hot é a intensidade das cenas de sexo e a presença (ou não) de um enredo mais elaborado.

      Excluir
  4. Eu fico feliz pela onda erótica ter chegado no Brasil. Assim não preciso ficar seguindo uma série hot apenas pelos grupos de traduções.
    O livro da Sasha teve grande repercussão pelo fato dela ser uma ex-atriz pornô(aposentada em tão pouco tempo kkkkkk) e eu penso que por ela ter atuado tanto nesses filmes ela colocou um personagem masculino com defeitos e etc porque é o que podemos encontrar.
    Um livro que tenho muita vontade de ler e descobrir como vai ser essas imaginações com o professor e namorado. *o*
    seguidora: Yasmim Namen
    @nyasmim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e-mail: yasmim_fd@hotmail.com

      Excluir
    2. Parabéns Yasmim, você ganhou a Promoção relâmpago#03 da gincana de 1 ano, esperamos que esse seja somente o combustível para sua participação em todas as outras provas.

      Yasmim você tem 48 horas para preencher o formulário (http://goo.gl/FMF5sY) com o seus dados, envio do prêmio ocorrera em ate 30 dias a partir do seu contato.

      Excluir
  5. Eu adoro livro hot, meu filho de 17 anos que acha estranho eu ler. Adorei a resenha, parece bem diferente da Trilogia 50 tons. Quero ler.
    Nome de seguidora: Miriam Guiraldelli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miriam, acho super normal adultos com filhos adolescentes (até os 21 anos, de acordo com o ECA – Estatuto da Criança e do adolescente) lerem esse e outros tipos de livros. Acho até que para facilitar a comunicação entre pais e filhos (maiores de 17, de preferencia), ambos deveriam ler livros hot, pois ajuda a introduzir o assunto de sexo mais facilmente e criar uma relação mais aberta entre pais e filhos. Todos os livros deste genero que tenho compartilho com minha mãe, minha avó, tia e até colegas de trabalho.

      Excluir
  6. A história me parece ser bem forte e cheia de malícia. Não sei se leria este livro no momento, mas quem sabe mais pra frente. Beijos.
    elizabethmsalles@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Esse livro já tinha me chamado muito a atenção, não que eu seja um fã dos hots, mas também não tenho nada contra, saber do seu diferencial, me deixou com mais vontade de ler.

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://www.coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pelos seu comentário, ele move nosso blog e nos faz muito contentes.

 
Copyright © 2014 Louca Escrivaninha
Traduzido Por: Louca Escrivaninha - Design by Le Pimenta