Ultimas

20 julho 2013

(Seriados) The Big Bang Theory + Dollhouse

Lá e de volta outra vez! \o/


     Olá galera o/ Pra quem não lembra sou a Camile, e há duas semanas estreei minha coluna sobre séries de TV aqui no blog. Cá estou novamente para compartilhar com vocês um pouco sobre duas séries que eu A-M-O e que, espero, vocês se animem a dar uma conferida, ou se já conhecem, que compartilhem sua opinião sobre elas nos comentários J Vamos lá!

The Big Bang Theory

     A primeira da vez é a alegria de muitos dos nerds de plantão (como a minha nerdíssima pessoa que vos escreve), mas também faz rir quem não é tão nerd assim. Escolhi essa pra hoje em homenagem ao meu lindo box com as 5 primeiras temporadas da série, que chegou esses dias pra mim. Haha obrigada, Submarino!
     The Big Bang Theory, situada em Pasadena, Califórnia, mostra a história de dois cientistas superinteligentes, o físico experimental Leonard Hofstadter, e seu inacreditável (e ainda assim adorável) colega de quarto, Sheldon Cooper, que tem suas vidas mudadas para sempre quando Penny, uma linda e loira garçonete de Nebraska se muda para o apartamento da frente. E eu falo sério quando digo ‘mudadas para sempre’. O universo de Leonard, Sheldon, e de seus amigos igualmente nerds, Rajesh Koothrappali, um astrofísico indiano que sofre de timidez patológica e não consegue falar com as mulheres a menos que esteja sob efeito de álcool, e Howard Wolowitz, um engenheiro aeroespacial judeu que tem um gosto meio “Restart” de se vestir e um corte de cabelo à lá Beatles, que mora com a mãe e é constantemente zuado por Sheldon por ser o único da turma a não ter um doutorado, começa a se expandir loucamente com a chegada da nova vizinha “colíria”, que tem aspirações de ser atriz.



                            

     Penny, cujo sobrenome é um mistério até hoje – 6 temporadas depois – os apresenta a novas experiências fora da bolha de ciência, quadrinhos e games a que eles estão acostumados. E às garotas. Devo dizer que passei a amar TBBT ainda mais com as adições de Bernadette Rostenkowski e Amy Farrah Fowler. Elas realmente se encaixaram muito bem na série, nas vidas dos outros personagens, e as coisas ficaram ainda mais divertidas com elas.
     Mas o ponto é, por que amar essa série? Bem, para mim, além do fato de que essa é uma série completamente original e diferente, onde você acaba aprendendo coisas tipo sobre o experimento do Gato de Schrödinger, ou porque zumbis e múmias são diferentes (rsrs), o que já é bastante, acontece que você pode facilmente se identificar com os personagens. Não, talvez você não tenha um Q.I. elevado, talvez não entenda nada de física (tipo eu), ou talvez não goste muito de games, Star Trek, ou que seja. Mas a verdade é que, como pessoas comuns, eles não são os galãs, não são bons em tudo, sofrem bullying dos valentões, se atrapalham com as coisas comuns da vida, são extremamente humanos. Como eu. Como você.
     É deliciosamente divertido ver esses geeks evoluindo com as mudanças de suas vidas, fortificando seus laços uns com os outros, e passando por situações inusitadas. Como quando o Howard, que tem alergia extrema a amendoim, come um pouco de propósito só pra forçar o Leonard a sair de casa e levá-lo ao hospital, enquanto o pessoal arruma a festa surpresa de aniversário pra ele. É difícil esquecer e descrever a forma roxa, inchada e disforme que a cara do Howard se tornou kkkkk. Ou quando os meninos estavam disputando quem ficaria com O Um Anel legitimo que acharam da produção de O Senhor dos Anéis, e o anel causa uma séria discórdia entre eles, e a imagem de Sheldon virando Gollum me fez chorar de tanto rir. Há tantos outros momentos, eu poderia falar por horas, mas não se preocupem, não vou. rsrs
     Eu particularmente adoro como o Howard só “conversa” aos berros com a mãe dele, a lendária Sra. Wolowitz, de quem só conhecemos a voz, mas nunca apareceu (nem acho que vai) completamente. E quando a Bernadette, com sua voz fininha, berra também toda brava e fica parecendo a sogra. E eu admiro muito o Leonard pela paciência de Jó que ele tem por conseguir aturar o Sheldon o suficiente para morar com ele. Vai por mim, o fato de que ele não sufocou o Sheldon enquanto ele dormia ou algo assim, é uma prova e tanto de amizade hahaha
     Apesar de que amá-lo, e conseguir lidar com ele são coisas diferentes, meu maior amor se chama Sheldon, e eu sou apenas louca por esse gênio (que “não é louco, sua mãe mandou testá-lo” rsrs) cheio de manias e TOC, que frequentemente se comporta como uma criança grande e mimada, mas que tem bom coração. Consequentemente meu casal favorito é Sheldon e Amy, ou “Shamy” para os íntimos. E sim, é inacreditável, mas existe sim alguém da mesma espécie que meu querido Shelly, e é só isso que vou dizer a respeito deles para não ferir minha política antispoiler rsrs
     Essa é a comédia de maior sucesso da atualidade, aclamada por publico e critica, colecionando reconhecimento em vários prêmios de respeito, e tida como maior audiência da CBS, seu canal de origem. E (atrás apenas de Friends) é minha comédia favorita. Antes de torcer o nariz, tente dar uma chance, eu mesma não me apaixonei imediatamente, mas quando dei por mim já tinha sido fisgada pelas aventuras desvendando o universo, não só cientifico, mas também social, e romântico dos nerds mais queridos da TV.
     E o que posso dizer pra finalizar é que, “Pedra, papel, tesoura, lagarto, Spock” é muito mais divertido que o comum, jamais sente no assento do coleguinha, e ouçam de uma pessoa que tem insônia, cantar “Soft kitty” repetidamente funciona como um verdadeiro sossega-leão! haha
     The Big Bang Theory volta para sua 7ª temporada dia 26 de Setembro, e eu mal posso esperar :) Até lá, Bazinga! =P

E é assim se faz Rock, Paper, Scissors, Lizard, Spock. =)


Dollhouse


     Outra série que eu A-M-O! Um daqueles casos de séries totalmente excelentes que infelizmente não são muito conhecidas e que foram canceladas cedo, mas que valem loucamente a pena serem vistas. Essa série teve somente duas temporadas, e eu não cheguei a ver a 2ª ainda pra saber se também é boa, mas a 1ª temporada é COMPLETAMENTE genial!
     Dollhouse (Casa de Boneca) , é um estabelecimento subterrâneo secreto, que programa voluntários (é o que eles dizem), que se oferecem para um contrato de 5 anos de serviço, em troca de montes de dinheiro e uma “ficha limpa” no final desse período. Essas pessoas, chamadas de “Ativos” ou “Dolls”, tem suas memórias originais apagadas de suas mentes e guardadas em um disco rígido, existindo em um estado de criança meio vazio chamado de ‘tabula rasa’, até serem programadas com memórias e habilidades físicas e mentais temporárias para cada missão, chamadas de “compromisso”, que tem que cumprir para os clientes extremamente endinheirados que contratam os serviços dos Ativos da Dollhouse por preços estratosféricos. As missões variam de apenas românticas a até criminosas de alto-risco.
     A série segue Echo, uma Ativa da Dollhouse que começa a evoluir mesmo no estado de tabula rasa e a se lembrar de pequenos pedaços dos seus imprints anteriores, mesmo esses tendo sido apagados. Ela, monitorada e protegida por seu Guardião, Boyd Langton, que constantemente questiona as implicações éticas do que a Dollhouse faz, realiza todo tipo de missão. Um dia cantora, no outro parteira, ou mesmo criminosa.

     Enquanto isso, o agente do FBI, Paul Ballard, arrisca sua carreira ao cruzar inúmeros limites em sua busca obsessiva pela lendária Dollhouse, e por Caroline, que é a personalidade original de Echo, ao receber pistas anônimas de que a garota pudesse ter ligação com o estabelecimento.
     E tem Alpha. A verdade sobre Alpha é um, entre muitos dos mistérios instigantes de se desvendar pelos episódios.
     Descobri essa série uns anos atrás nos meus embalos de varar a noite, zapeando pelos canais às 3 da manhã e acabei me deparando com uma das séries mais legais que já vi na vida. E acredite, isso quer dizer muita coisa, já que já vi um numero quase astronômico de séries na vida. rsrs
     As temporadas de Dollhouse tem 13 episodios cada, e eu consegui achá-los em torrent pra baixar. Achei as legendas separadas. Quem tiver duvida, ou quiser ajuda pra conseguir os episódios, deixa nos comentários que ajudarei como puder :) Eu já disse que vale mesmo a pena conferir essa série? Ah, claro que já! Mas não faz mal repetir. :P Kkkk

    Eis um pequeno trailer para vocês terem um gostinho :) Não achei legendado, mas já dá pra terem uma noção pelo que eu falei.


E aí, o que acharam das séries? Me contem nos comentários :D

Até a próxima gente! o/

8 comentários:

  1. the big bang theory é uma das melhores séries que existe, amo <33333

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo *---* uma das mais originais também, bem fora do "padrão hollywood" :)

      Excluir
  2. Amooo o Sheldon de paixão !!! Shamy é meu casal preferido. Adoro cantar e pedir que cantem para mim Soft Kitty e até adquiri algumas manias de Sheldon....

    Dollhouse parece interessante. A tematica da série me lembrou um pouco do livro Starters...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me identifico muito com o Shelly, apesar de ele ser muuuuito mais cheio de manias que eu kkkkkk E ele é como uma criança superdotada, é dificil não amá-lo <3

      Eu tenho Starters, mas não li ainda, então não posso dizer rsrs mas Dollhouse é genial. Uma série extremamente original também. Não enjoo de rever.

      Excluir
  3. Tipo, falar de The Big Bang Theory é falar de uma lenda televisiva da atualidade! Eu simplesmente amo essa série!
    Adorei o seu blog, já estou seguindo!
    O meu ainda está no início, se quiser fazer uma visitinha lá depois, ficaria muito agradecido!

    Abraços!

    http://pecasdeoito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Me julguem, mas não gosto de TBBT ;s
    kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, não dá pra agradar todo mundo kkkk mas você chegou a ver, certo?

      Excluir

Obrigada pelos seu comentário, ele move nosso blog e nos faz muito contentes.

 
Copyright © 2014 Louca Escrivaninha
Traduzido Por: Louca Escrivaninha - Design by Le Pimenta